Questo sito usa cookie per fornirti un'esperienza migliore. Proseguendo la navigazione accetti l'utilizzo dei cookie da parte nostra OK

FotoPromessa: Viagem a Canindé

Data:

09/06/2018


FotoPromessa: Viagem a Canindé

Canindé está localizada no sertão do Ceará. Seria mais uma cidade tranquila e anônima, se não acolhesse todo ano a segunda maior romaria do mundo dedicada à figura de São Francisco de Assis. Em outubro, uma multidão de devotos invade as ruas, vinda dos cantos mais remotos da região. Pessoas humildes que demonstram sua fé com práticas típicas da cultura religiosa local. Homens e mulheres que aceitam os dogmas da Igreja, mas que não renunciam às suas tradições, onde a fé muitas vezes se confunde com as superstições e as crenças populares.

Seduzidos pela força visual do evento e pelo fenômeno social que este representa, os fotógrafos italianos Dario De Dominicis e Giorgio Negro documentaram a celebração franciscana por quatro anos consecutivos. Um fato que atraiu aos autores do ensaio é o protagonismo que alcança a fotografia durante a romaria de Canindé: por toda parte fotógrafos ambulantes procuram clientes, peregrinos e curiosos batem suas inevitáveis selfies, e a fotografia é consagrada também como objeto de fé, nas mãos de devotos que as oferecem para agradecer ao santo.

Estas jornadas fotográficas deram origem também ao documentário em produção intitulado Um Outro Francisco, escrito e dirigido por Margarita Hernández. Analisando o processo criativo do ensaio, o filme visa promover a reflexão sobre a função da imagem na sociedade contemporânea. Estas fotos foram expostas também no mês de janeiro de 2018 na galeria da prestigiosa Officine Fotografiche, em Roma.

 

Dario De Dominicis (1965) Inicia-se como fotojornalista em 1993, colaborando com jornais e revistas da Europa e América Latina. Desde 1999 desenvolve projetos fotográficos pessoais que alterna com o ensino de fotojornalismo em centros como o Instituto de Cinema e Televisão Roberto Rossellini. Dentro de sua variada obra destaca-se o registro da transformação socioeconômica de Cuba após a queda da União Soviética, recolhida em seu primeiro livro, Una Storia Cubana. Mora no Rio de Janeiro desde 2009, onde tem documentado a vida social brasileira e o impacto na cidade de megaeventos como a Copa do Mundo e as Olimpíadas, em reportagens publicadas no Le Monde e Die Zeit. Desde 2014, acompanha a batalha dos pescadores artesanais da Baía de Guanabara, denunciando as consequências da poluição ambiental.

 

Giorgio Negro (1959) Cultiva uma forte paixão pela fotografia desde 1992. De 1995 a 2016 fez parte do Comitê Internacional da Cruz Vermelha como delegado, realizando missões no campo humanitário em conflitos armados como os de Chechênia, Iraque, Líbia, Peru, Colômbia, entre outros. Desde 2005, dedicou-se profissionalmente à fotografia, com um projeto sobre a América Latina. A primeira fase deste trabalho foi publicada pela revista francesa Réponses Photo (2007). A partir do 2013 colabora como fotógrafo na Cruz Vermelha Internacional. Em 2015 realiza uma reportagem fotográfica sobre os índios ashaninka do Peru, exibida na exposição Desaparecidos no Museu da Memória em Lima. Seu primeiro livro, Estados del Alma, será publicado em 2019.

 

* * * * *

 

Curadoria:

Enrique Hernández

Margarita Hernández

 

Produção:

Leyda Nápoles

 

Apoio Cultural:

Istituto Italiano di Cultura do Rio de Janeiro

 

Apoio Istitucional:

Centro Cultural Justica Federal

 

* * * * *

 

FotoPromessa: Viagem a Canindé

Data: De 09 de Junho a 29 de Julho de 2018

Horario: De terça a domingo, das 12h às 19h

Local: Centro Cultural Justica Federal - Av. Rio Branco, 241 - Centro

Ingresso: Entrada franca

Informazioni

Data: DA Sáb 9 Jun 2018 a Dom 29 Jul 2018

Orario: Dalle 12:00 alle 19:00

Ingresso : Libero


968